Canhões da Ponta do Patacho

Este sítio foi o primeiro sítio declarado ao CNANS (Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática), por Donato Caires e Carlos Freitas, no Arquipélago da Madeira. Na altura tratava-se de um núcleo de 4 canhões em ferro e vários núcleos de bolas de canhão, um objeto indeterminado de forma circular, em ferro, que está muito concrecionado na rocha e as pedras faceadas no fundo, a cerca de 20 metros, que poderão representar o lastro da embarcação.

Trata-se possivelmente de um Patacho, embarcação muito utilizada entre os séculos XVI ao século XVIII, nome atribuído pelos populares ao local.

Um dos canhões foi “surripiado” e recuperado mais tarde, aguardando-se agora a sua restituição ao local de “origem”.

Artigos Relacionados

Últimas Publicações